quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Pintura espatulada


A pintura contemporânea exige do artista uma forma de expressão cada dia mais forte e inovadora.

A espátula produz marcas mais rígidas do que o pincel, que podem acentuar os diferentes planos do motivo, criando efeitos de volume quase esculturais, transformando qualquer tema em uma imagem rica de expressão.

Utilizada desde o séc. V a.C, naquela época aplicada diretamente sobre o mármore, a pintura espatulada oferece opções diferenciadas de representação.



Feitas normalmente em aço forjado (as espátulas de plástico ficam reservadas para a tinta guache e aquarelas), podemos classificar as espátulas inicialmente em dois tipos:

As espátulas de paleta: Servem para misturar as tintas na paleta de maneira rápida e eficiente, para a limpeza da paleta após as seções de pintura e também para raspar a pintura na tela em efeitos especiais. Possuem uma lâmina reta, achatada e um pouco menos flexível, com a ponta arredondada.

As espátulas de pintura são usadas para aplicar a tinta sobre o suporte, preferencialmente telas, por serem estas mais flexíveis, cedendo ligeiramente ao toque da espátula.

Uma das maiores vantagens da espátula está na aplicação de camadas espessas e lisas, que captam a luz e produzem efeitos texturais interessantes. Através da alteração na pressão de aplicação, você conseguirá resultados variados de transparência e opacidade.


Trabalhando com uma espátula você poderá aplicar novas demãos de cores, sobre outras ainda úmidas, sem manchar a camada anterior, produzindo um efeito fresco e natural que dificilmente é alcançado com o pincel.

A aplicação se dará basicamente em duas técnicas:

O impasto é uma pintura feita com quantidades generosas de tinta, de tal modo que as marcas da espátula fiquem visíveis, dando, como já me referi anteriormente, uma qualidade textural à pintura.


O raspado acontece quando você raspa a tinta com a espátula, possuindo ou não a pintura, uma camada anterior.



No ensino de técnicas artísticas, a teoria não é suficiente para dizermos que um assunto foi assimilado. A aprendizagem deverá levar em conta demonstrações, a aplicação dos conhecimentos através da experimentação. Aqui, como em muitas outras ciências, decorar jamais poderá ser confundido com aprender. Aprender é um sistema de etapas - Aprendemos através de um contato real com a experiência proposta.


Com a sua arquitetura desenhada de modo que você tenha a possibilidade de manipular elementos visuais, arranjando, organizando formas, cores e linhas, até que possa definir o seu próprio estilo, a sua própria maneira de expressar seus sentimentos com técnica apurada e segura o deFátima atelier oferece  este curso "on line" e você pode acompanhar em qualquer horário, sem sair da sua casa.

INSCRIÇÕES SEMPRE ABERTAS
Inscreva-se diretamente no site ou solicite outras informações por e-mail ou telefone:
fatelier@defatima.com.br
61 33276627

4 comentários:

  1. Muito bom este blog, uma pena não estar na primeira página de busca do google. Por que se você pesquisa " O que é pintura espatulada", aparece uma série que, em nada ajuda a pessoa com dúvidas. Parabéns pelo seu blog.
    Henrique Silvério

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Billy Country! que bom que pude ajudar de alguma forma. Cadastre o seu e-mail para receber sempre as nossas novidades. É uma alegria ter gente realmente interessada em arte perto da gente. Seja super bem vindo.

      Excluir
    2. Sempre me interessei por história. principalmente em saber a origem e como chegou aos nossos dias. Para lhe ser sincero, desde se 1990 estou a tentar a escrever um livro intitulado de " O Mago das Artes Proibidas". Que se trata de um futuro, não tão caótico e apocalíptico como nos filmes, mas um futuro tão dominado pela tecnologia que, artes em papel e tela desapareceram. Mas um antigo Mestre de pintura chamado Klimt tenta trazer tudo de
      volta. Por isto eu passei a pesquisar tintas, técnicas e outros materiais, e, descobrir como se faz tudo artesanalmente. A tinta guache já descobri, mas é um mundo amplo e uma situação liga a outra, assim a pesquisa já se estendeu por muito. Talvez o momento de parar já tenha chegado. Mas haver lido seu blog foi de grande valia.
      Uma vez mais grato pela atenção!
      Henrique Silvério
      Meu correio eletrônico é abernardopires@bol.com.br
      Um nome artístico que pretendo utilizar em breve.

      Excluir
    3. Olá Billy!
      Duas dicas para lhe ajudar na sua pesquisa - tenho certeza de que conhece os tópicos, mas quem sabe encontra algo novo.
      http://www.defatima.com.br/saladeaula/tecnicas.htm
      http://www.defatima.com.br/saladeaula/hartelinhadotempo.htm

      Excluir

- Seus comentários são bem vindos mas me reservo o direito de aprovar ou deletar comentários anônimos, ofensivos, escritos em miguxês e similares, escritos em CAIXA-ALTA, spam e outros borrões.

- Nome e email são desejáveis.

- Não me responsabilizo por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as da autora do blog.