terça-feira, 1 de setembro de 2015

Óleo de Linhaça

Auguste Renoir negava-se a estabelecer uma “fórmula’” para os seus preparados de óleo e diluente (médiuns). Ele dizia:
 -“ Tenho que avaliar a quantidade necessária cada vez que mergulho o pincel na tinta e no óleo...”

Eu também penso assim, mas este conhecimento pode exigir anos de prática e alguns padrões básicos podem nos ajudar enquanto isto!

Uma boa marca é garantia de bons resultados!
Uma infinidade de azeites pode ser usada na pintura a óleo, dependendo do efeito que queremos. O mais comum deles é o

ÓLEO DE LINHAÇA: Obtido das sementes do linho que depois de finamente moídas são prensadas por diferentes procedimentos. As condições climatológicas, os sistemas de cultivo e os procedimentos de obtenção afetam a qualidade deste óleo, que quando de boa procedência deve ser fluido e de cor amarelo claro.

Você sabia que, na verdade, este azeite não seca e sim, passa do estado líquido para o estado sólido perdendo peso progressivamente?

Existem algumas variações:
ÓLEO DE LINHAÇA PRENSADO A FRIO: É o mais puro e o mais caro dos óleos de linhaça.
Tem a função de melhorar a fluidez, aumentar o brilho e a transparência da tinta.

ÓLEO DE LINHAÇA PURIFICADO: Quando de boa qualidade constitui uma excelente alternativa. Tem uma consistência mais fina que o óleo prensado a frio e a cor varia do amarelo claro ao marrom. Quanto mais claro, melhor será a qualidade. Torna a secagem da pintura a óleo mais lenta.

ÓLEO DE LINHAÇA POLIMERIZADO OU ‘STAND OIL” : Apresenta como principal vantagem o fato de propiciar maior deslizamento ao pincel, evitando as marcas das pinceladas, além de tornar a secagem ainda mais lenta.
É o óleo adequado para veladuras e pormenores. Devido à consistência espessa deve ser usado com uma maior proporção de diluente.

ÓLEO DE LINHAÇA BRANQUEADO: Acelera a secagem da pintura a óleo. Por sua cor descorada é o ideal para pinturas claras e áreas onde se use muito o branco.

ÓLEO DE LINHAÇA ESPESSADO AO SOL: é o mais apropriado quando se precisa de uma secagem rápida, no entanto por sua consistência demasiadamente viscosa, necessita de muito diluente. Aumenta consideravelmente o brilho da pintura a óleo.

DICA ESPECIAL:
Você pode produzir em casa o seu óleo de linhaça espessado ao sol:


Coloque o óleo de linhaça purificado em um vidro e cubra-o com um paninho de modo a permitir a circulação do ar, protegendo o produto contra impurezas. Deixe-o ao sol durante várias semanas, agitando-o de vez em quando, delicadamente.
Auguste Renoir

Observe que os azeites de pintura não devem ser acrescentados à tinta de uma maneira aleatória, normalmente são misturados a um diluente apropriado. Consulte sempre seu fornecedor
 ou o seu  PERSONAL ART TRAINER
fatelier@defatima.com.br

Por que pintar faz bem para a alma!

2 comentários:

  1. Muito boa a dica vou experimentar pagina muito interessante esta valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael! Feliz em ajudar. Conte comigo e visite também nosso atelier virtual:
      http://www.defatima.com.br/saladeaula/
      Será uma alegria encontra-lo lá!

      Excluir

- Seus comentários são bem vindos mas me reservo o direito de aprovar ou deletar comentários anônimos, ofensivos, escritos em miguxês e similares, escritos em CAIXA-ALTA, spam e outros borrões.

- Nome e email são desejáveis.

- Não me responsabilizo por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as da autora do blog.